Janete Capiberibe autora da lei de prevenção ao escalpelamento participa do Encontro
Para difundir medidas educativas de alerta aos ribeirinhos sobre os riscos de acidentes causados por embarcações, está sendo realizada a III Campanha de Educação, Prevenção e Erradicação do Escalpelamento na Amazônia/Amapá.
O escalpelamento ocorre quando uma grande quantidade de cabelo é arrancada muito rapidamente. Isso pode acontecer com o cabelo enrolado em motores em grande rotação, quando arranca, além do escalpo, orelhas, sobrancelhas e por vezes uma enorme parte da pele do rosto e do pescoço, levando a deformações graves e até a morte.
Esse tipo de acidente na navegação ribeirinha ocorre com maior intensidade na foz do Amazonas, nos estados do Pará e do Amapá, vitimando principalmente as mulheres, das quais 65% são crianças.
A III Campanha de Educação, Prevenção e Erradicação do Escalpelamento na Amazônia/Amapá conta com o apoio da deputada federal Janete Capiberibe, autora da Lei 11.970/2009, que obriga a instalação de uma proteção no eixo e no volante do motor estacionário adaptado para movimentar as embarcações de pequeno e médio porte – a maior parte das embarcações é construída de forma rudimentar e artesanal, deixando exposto o eixo que gira a hélice do motor.
A lei é resultado de um pedido das próprias vítimas, mulheres e meninas escalpeladas. Graças a essa lei já foram instaladas 1.050 proteções em barcos nas cidades de Macapá e Santana, no Arquipélago do Bailique e em Laranjal do Jari.
A Campanha é uma realização da Associação de Mulheres Ribeirinhas e Vítimas de Escalpelamento da Amazônia em parceria com a Secretaria de Estado da Mulher (SEPM), Secretaria de Estado da Comunicação (Secom),
Batalhão Ambiental, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Marinha do Brasil, através da Capitania dos Portos.
Programação

25 e 26 de agosto – quinta e sexta-feira
12h – Força-Tarefa em Combate ao Escalpelamento – Campanha Educativa de Sensibilização nos rios de Macapá e Santana – Marinha, através da Capitania dos Portos junto com o Corpo de Bombeiros do Amapá27 de agosto – sábado
7h às 14h
Participação das Vítimas de Escalpelamento na Caminhada Alexandrina
Tema: Acessibilidade
Local: Saída (AVT) até a Fazendinha

28 de agosto – domingo

16h – Caminhada da Associação para o Parque do Forte
Local: AMRVEA, próximo à Feira do Pescador

Rosely Rocha
Ex-Libris Comunicação Integrada
(11) 3266-6088 ramal 224