É comum ver pais com crianças na Bicicletada de Curitiba, realizada aos sábados de manhã

Como forma de pressionar e dialogar com o poder público, e cobrar um melhor planejamento cicloviário para Curitiba, os ciclistas da cidade têm se organizado em associações e realizado atos políticos, seminários, debates e exposições. A construção de mecanismos institucionais para interagir com as autoridades e demais frentes da sociedade civil surgiu a partir do fortalecimento da Bicicletada (ou Massa Crítica) local, uma das mais ativas do Brasil. Estão neste contexto acriação da Associação de Ciclistas do Alto Iguaçu, a organização do artebicimob, a consolidação da Bicicletaria Culturalcomo ponto de encontro e referência no centro da cidade, e a criação do Instituto de Energia Humana, cujo lançamento aconteceu nesta quinta-feira, dia 20 de outubro.


Participantes da Associação de Ciclistas do Alto Iguaçu e do CicloBR trocam ideias

No começo do mês, no encontro das Bicicletadas de São Paulo e Curitiba, representantes de associações de ciclistas das duas cidades trocaram experiências e ideias sobre como ampliar o alcance da mobilização por mudanças. Os ciclistas de São Paulo viajaram em um passeio organizado pelo Instituto CicloBR, que incluiu a descida da Serra da Graciosa, um dos poucos trechos de Mata Atlântica ainda preservada do Brasil. Agora, os de Curitiba tentam organizar uma visita para São Paulo em dezembro, na qual participariam da descida até Santos pela Rota Márcia Prado, também pela Mata Atlântica, no passeio anual organizado pelo CicloBR.

Veja fotos do encontro das bicicletadas em Curitiba no site bicicleteiros.com.br
Leia o texto de 2010 sobre 
Formatos e Valores de Curitiba
Confira a resenha do 
livro Curitiba e o mito da cidade modelo na nossa biblioteca


O músico Plá levou um violão, cantou e alegrou o encontro entre as duas bicicletadas

Além do fortalecimento de laços entre os dois movimentos, também houve intercâmbio de referências urbanísticas, artísticas e culturais. Dez exemplares do livro artebicimob com imagens e textos de 22 artistas que participaram de uma exposição recente foram encaminhados para o pessoal do Instituto CicloBR e também para a Associação de Ciclistas Urbanos de São Paulo (Ciclocidade), por Fernando Rosenbaum e Goura Nataraj, junto com vídeos e sementes de árvores da região.

um exemplo da arte que o pessoal de Curitiba tem produzido

Eternal Delight from Goura Nataraj on Vimeo.

Ao mesmo tempo em que se organizam em associações e avançam com contribuições importantes para o planejamento urbanístico de Curitiba, os ciclistas locais se mobilizam para agregar outras cidades ao movimento. Em meio à conexão entre as duas capitais, São Paulo e Curitiba, aliás, começa a nascer a ideia de uma Bicicletada nacional, com a participação de representantes do Nordeste, de Brasília, do Rio Grande do Sul, Goiás e Manaus, entre outras cidades.


O paulista Gallo desfila com elegância em sua bicicleta fantástica em Curitiba