Início » Meio Ambiente

Destinação incorreta de lixo prejudica meio ambiente

4 de June de 2010 Sem Comentários

Cerca de 5,2 milhões de pessoas morrem por ano no mundo, vítimas de doenças transmitidas pelo lixo. Aproximadamente 3 milhões de toneladas de lixo doméstico são gerados por dia no planeta e a previsão é que esta quantidade dobre até 2025. De acordo com dados do CEMPRE (Compromisso Empresarial para Reciclagem), o Brasil gera diariamente cerca de 150 mil toneladas de lixo urbano.

Deste montante, 76% é depositado em lixões a céu aberto, isto é, a cada quatro sacos de lixo, três são destinados de forma incorreta. Apenas 13% vai para aterro controlado, 10% para aterro sanitário e 1% é tratado. A destinação inadequada de lixo contamina água, solo, ar e ainda prejudica a saúde humana.

Além do lixo doméstico, a geração de resíduos industriais vem aumentando devido ao crescimento da população e da expansão da atividade industrial. Composto por restos de madeiras, tecidos, couros, metais, produtos químicos, tintas, entre outros, o lixo industrial é o mais prejudicial ao meio ambiente.

O chorume, líquido resultante do processo de decomposição do lixo, é considerado um dos maiores agressores ambientais. Se lançado diretamente em cursos de água, por exemplo, pode até eliminar comunidades de peixes e outros animais aquáticos. Além dos prejuízos ambientais, a contaminação do solo pode levar ao contágio de doenças como esquistossomose, tétano, ancilostomose (amarelão), desinteria e diversos tipos de verminoses.

De acordo com o engenheiro ambiental da Bioagri Augusto Scheleder, a separação do lixo antes do descarte é essencial, tanto pelas indústrias quanto pela população. “Desta forma, é possível reciclar ou até mesmo reutilizar alguns materiais e tratar corretamente os demais”, explica. Para o engenheiro, o ideal é adotar a política dos 3 R`s. “Reduzir o consumo, reutilizar sempre que possível e adotar o hábito de reciclar”, completa.

Lixão: os resíduos são depositados a céu aberto, em terrenos baldios, o que atrai transmissores de doenças como ratos, baratas, moscas, escorpiões, entre outros.
Aterro controlado: abertura de valas e instalação de drenos de efluentes líquidos e gasosos. É uma técnica de disposição de resíduos sólidos urbanos que minimiza os impactos ambientais.
Aterro sanitário: o terreno é preparado previamente, com argila e mantas de PVC, o que impede a proliferação de vetores, mau cheiro e contaminação do solo.
Compostagem: processo biológico de decomposição, feita por ação de micro e macro organismos da matéria orgânica.

Sobre o Grupo Bioagri
A Bioagri é um grupo de empresas de prestação de serviços analíticos, estabelecido primeiramente em Piracicaba-SP, em 1991. Atualmente, é o maior laboratório privado da América Latina em seu segmento, formado por 12 unidades distribuídas pelo Brasil, com cerca de 25.000 m2 de área útil de laboratórios e mais de 700 colaboradores.

O Grupo oferece um escopo de serviços diferenciados e diversificados em análises de alta complexidade, em oito segmentos de atuação: Ambiental, Agroquímicos, Alimentos, Fármacos, Saneantes, Cosméticos, Veterinário e Biocombustíveis.

A empresa mantém parceria com a Silliker, líder mundial em análises de alimentos. Instalada nos EUA, é controlada pela centenária empresa francesa Mérieux Alliance, que atua no desenvolvimento de soluções para a segurança alimentar.

Novità Comunicação Estratégica