HISTÓRICO

A Editora Ecoturismo que congrega há 19 anos o Jornal e Revista Ecoturismo, responsável pela publicação de importantes títulos ambientais, entre eles os livros Odisséia da Ocupação Amazônia e Bloco Norte do Mercosul, promotora de seminários e workshops, une-se agora a significativas organizações não governamentais para realizar este respeitável encontro de lideranças nacionais e estrangeiras na cidade de São Sebastião.

Na década de 90 realizou seminários na Amazônia reunindo embaixadores, ministros e parlamentares que trataram de questões sobre aquela região, seus limites e projeções com os vizinhos latino americanos.

Em 2002 proporcionou o I Prêmio Ecoturismo na cidade de Gramado, RS, sendo porta-voz das conclusões do Congresso Internacional de Ecoturismo, realizado em Alcanena, Portugal, com enorme repercussão nos meios ambientalistas. Contou com a presença de significativos nomes do turismo brasileiro, entre eles, o atual presidente do Fórum Nacional de Secretários de Turismo e Diretor de Marketing da Embratur.

Em 2003 realizou o 1 Seminário Internacional de Ecoturismo, em São Paulo, cujo tema principal foi “Ecoturismo gerando empregos e combatendo a fome”, em parceria com Instituto Ambiental, Rushmann Consultores e Instituto de Ecoturismo do Brasil.

OBJETIVOS

Depois da Eco 92, agenda 21, realizada da Cúpula Internacional de Quebec em 2002 no Ano Internacional do Ecoturismo, a sociedade brasileira precisa estar antenada na aplicação desses conceitos dentro dos fundamentos e da realidade nacional. As metas são:

  • Promover o debate e a discussão tendo como base o Ecoturismo e o Desenvolvimento Sustentável como molas propulsoras de desenvolvimento econômico, político, social e ambientalista correto.
  • Identificar as experiências corretas dos vizinhos e outros povos e implementar no país, com as proporções regionais.
  • Promover parcerias e cooperações entre estados brasileiros e países com interação nas questões afins no plano ambiental.
  • Acompanhar os mecanismos de monitoramento dos impactos da atividade turística e os questionamentos com o ambientalismo.
  • Promover estratégias de marketing do Ecoturismo e desenvolvimento sustentável.
  • Apontar formas de desenvolvimento sustentável e programas que signifiquem novos postos de trabalhos, principalmente para os jovens, com base no Ecoturismo.
  • Envolver as populações no receptivo do Ecoturismo, com capacitação e aprimoramento no mercado ecoturístico.
  • Buscar certificação de produtos e serviços ecoturísticos e desenvolvimento sustentável.
  • Criação de aportes de financiamentos para as comunidades e parceiros envolvidos na questão do desenvolvimento sustentável.

Para saber mais informações sobre o Prêmio Ecoturismo, clique aqui