ZOOLÓGICO

Zoológico de São PauloInaugurado em 1958, o Zoológico de São Paulo mantém cerca de 4.000 animais. Você pode conhecer espécies exóticas como rinocerontes, girafas, zebras, tigres e leões, pode apreciar a beleza de animais nativos como: tamanduás, onças pintadas, araras, jacaré de papo amarelo, micos-leões e outros.

O Parque Zoológico está localizado num segmento de Mata Atlântica e, por este motivo, existem muitas espécies nativas que podem ser vistas se movimentando livremente, como é o caso de preguiças, bugios, tucanos, sabiás, garças etc.

Aves migratórias como irerês, marrecas caneleira e asas de seda também podem ser observadas no lago principal do Zôo, além, é claro, das outras espécies de aves e mamíferos que fazem parte da coleção do parque.
No Zôo você encontrará cultura e lazer, além de toda infra-estrutura para o seu conforto, com áreas de descanso, piquenique, lanchonete, sorveteria, fraldário e loja de lembranças. Não deixe de visitar o formigueiro, a casa das serpentes e a casa do sangue-frio. Visite, também, o Zôo Safári. O Zôo recebe visitantes de terça a domingo, das 9 às 17 horas.

Mais informações: Fundação Parque Zoológico de São Paulo – Av. Miguel Stéfano, 4241 – Água Funda – SP – CEP 04301-905 – telefone (xx) 11 5073-0811- www.zoologico.sp.gov. br

Foto: André Assumpção

PARQUE ESTADUAL DO JARAGUÁ

O Parque Estadual do Jaraguá está situado na periferia da cidade de São Paulo e seu acesso é feito pelo Km 18 da Via Anhanguera.
No centro do parque, com 488 ha, situa-se o Pico do Jaraguá que está a 1.135m acima do nível do mar. Do pico podem-se avistar toda a cidade de São Paulo, assim como as cidades circunvizinhas.

Na verdade, o Parque Estadual do Jaraguá é muito mais que o principal mirante daPico do Jaragua Capital paulista. Trata-se de um parque com rica fauna e flora. Sua biodiversidade vegetal expõe o visitante a inusitados encontros com bromélias e orquídeas, e com a fauna composta por aves, mamíferos e outras espécies animais. No parque são encontrados cachorros-do-mato, gatos-do-mato, preás, preguiças, nhambus, macacos, quatis etc.

O parque possui duas áreas distintas que são a área do Pico, onde, além dos mirantes, existem lanchonetes para atender os turistas, e a área do Sopé, que exigem mais tempo para o seu conhecimento. No Sopé o projeto paisagístico foi concebido para proporcionar longas caminhadas entre muito verde. São vários pátios, mirantes, decks e locais para piquenique. Também é encontrada toda uma infra-estrutura preparada para atender os visitantes, como bares, sanitários, playground infantis, anfiteatro e pavilhão de uso múltiplo. Ligando o Sopé ao Pico existem várias trilhas no meio da mata, destinadas à prática do ecoturismo.

Mais informações na Secretaria de Ciência, Tecnologia, Desenvolvimento Econômico e Turismo, do Governo do Estado de São Paulo.

Foto: André Assumpção

ITANHAÉM

Em Itanhaém, litoral sul de São Paulo, no Morro do Sapucaitava podem-se realizar passeios para reconhecimento da flora de Mata Atlântica. Por estar em área de fácil acesso e quase isenta dos riscos naturais, as visitas ao local são apropriadas às crianças. O local possibilitou a construção de mirantes rústicos para apreciação das praias formadoras do conjunto litorâneo itanhaense e trilha ecológica.

ItanhaémO Morro do Sapucaitava foi declarado de utilidade pública em 15 de março de 1962 e mantém-se em boas condições de preservação, sendo um dos passeios tradicionais da cultura itanhaense.

Este morro apresenta todas as características necessárias para inserir o visitante no ecoturismo urbano, já sendo local amplamente frequentado, de fácil acesso a crianças e idosos. Dispõe de trilhas que levam a pontos históricos, como a Pedra da Espia e locais de contemplação e relaxamento, permitindo uma ampla visão da cidade e suas praias. Assim, o visitante é inserido na paisagem – além de histórica, natural -, integrando-se com o passado do município e do Brasil.

A Trilha Ecológica do Morro do Sapucaitava oferece um quiosque de informações turísticas. Em todo o percurso há sinalização apropriada, padronizada, indicando o caminho aos visitantes, e o seu percurso tem duração de 30 minutos.

Foto: Ana Paula Prada

CAMPO GRANDE – MS

Campo Grande, a Capital do Ecoturismo, em Mato Grosso do Sul, uma cidade que se debruça ao longo de avenidas largas e arborizadas, é um bom exemplo de que o desenvolvimento pode caminhar junto com a qualidade de vida. Parques cuidadosamente planejados e áreas de verde nativo mantêm as pessoas sempre em contato com a natureza.
Essa cidade guarda sua memória e retrata sua riqueza nos museus, monumentos, arquitetura, cultura, praças, parques e artesanato com oferta de atrativos turísticos e roteiros para os mais diversos gostos.

Vista aérea de Campo Grande - MS
Vibrante durante o dia, a Capital Sul-Matogrossense tem animada vida noturna. Essa harmonia e uma eficiente infra-estrutura transformam Campo Grande na mais atrativa opção para sediar congressos, seminários, convenções e eventos de porte internacional. Leve seu evento para Campo Grande.

Vá conhecer esta “Cidade Morena”, que consegue ser moderna sem perder a natureza de vista. A Capital do Ecoturismo espera por você!

Foto: Jenny Mackness